Treinamento

Treinamento
Evangelismo em áreas de risco.

11 de abril de 2012

SÉRIE 10 ARTIGOS > 1° - EBD INFANTIL POR EDVANIL FONSECA.



Edvanil Fonseca
Membro da Igreja Evangélica Assembléia de Deus há 24 anos.
Formação: 
Professora de Escola Bíblica Dominical;
Coordenadora de Ministério Infantil;
Evangelista de Crianças pela APEC;
Pedagoga; 
Especialização: Gestora Educacional e Governamental;
Cursos relevantes: Trupe da alegria - Capelania hospitalar, Geração futuro...
Tempo de trabalho com crianças: entre idas e vindas, profissionalmente e igreja cerca de 20 anos.
Nasci e moro em Salvador.
Casada com Dalvo Fonseca e mãe de Hélder e Ludmila.
Idade: 39 anos.

A Escola Bíblica Infantil é um marco na evangelização das crianças atualmente. Nos tempos passados, entretanto, as crianças eram colocadas em quase último plano na maioria dos ajuntamentos cristãos. Concepção trazida da sociedade que consideravam-na em alguns casos como pequenos adultos e em outros como um ser sem direitos. Fato citado em artigo na web que diz: "Maria, 9 anos, pastora. João, 10 anos, aprendiz de sapateiro." Assim eram registradas as crianças escravas nos inventários e testamentos do Brasil do século XIX, sempre com uma profissão associada ao nome. (In:Site G1 – Globo.com).

A lição bíblica é o momento mais especial no ensino com as crianças, por tratar-se exclusivamente do ensino da Palavra de Deus. As brincadeiras são importantes, a recepção precisa ser calorosa, a hora do louvor é o céu na terra, o lanche é uma gostosura, a dança tem o seu lugar, mas para ocorrer mudança de vida e transformação só pelo ‘pão quente descido do céu’, que apenas pela Bíblia pode acontecer.

O mundo está mudando, e como muitos dizem ‘evoluindo’, mas esta fase chamada de evolução tem trazido grandes dividendos para o universo infantil, para as crianças que tem o seu lugar no coração de Deus, que através de seu filho deixou claro: “Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus.” (Marcos 10:14).

Podemos citar aqui neste artigo três dividendos, por assim dizer, dois que estão colocando centelhas de fracassos na salvação na tenra idade dos pequeninos e um que está impedindo os mesmos de viver, comprometendo assim sua vida de adultos no encontro real com Deus, por não terem sido ensinados ainda quando crianças.

O primeiro trata-se do interesse atual de vários segmentos da sociedade, a abocanhar esta fatia que tanto traz audiência e retorno para os empresários da comunicação, brinquedos doces e etc. É notório que a criança traz lucros, e o inimigo das nossas almas tem como uma das principais armas tirá-la de cena e fazer com que ela não venha conhecer a Jesus.

O segundo ponto trata-se exatamente da questão que muitos dentro da igreja não acreditam que a criança precisa e necessita de Deus, daí são colocadas em segundo plano e não são incluídas nas programações da igreja. Elas são fofinhas, graciosas, e muito mais, mas não precisa que o evangelho seja apresentado a elas, pois por si só ela já respira beleza, alegria e pura inocência, fato que levam muitos a defender que a criança não tem pecado, portanto está cedo para conhecer o evangelho. O salmista Davi afirma que não, quando ele no seu processo de arrependimento alerta que todo o seu pecar veio do ventre e da sua concepção, descrito no versículo 5 da capítulo 51: “Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.”.

E por último o terceiro ponto que eu gostaria de ressaltar, é a interrupção da vida de uma criança ainda no ventre. Eu não poderia falar de Escola Bíblica Infantil e não alertar sobre esta prática contra a vida, especificamente a vida de uma criança que tem sua vida marcada desde o ventre por Deus para ser uma bênção, assim como aconteceu com o profeta Jeremias, e entre outros. Pode parecer terrorismo, pode parecer exagero, mas nunca é demais demonstrar o quanto é errôneo e pecaminoso ao ato abortivo, que veta a criança de viver.

Portanto, sendo fechadas estas brechas estamos prontos para levantarmos como um exército e ensinar, mentorear e discipular uma criança para que a mesma possa crescer em conhecimento e graça diante de Deus e dos homens. Enfim, a Evangelista de crianças, o pastor das suas ovelhinhas, o professor ou até mesmo a tia da classe infantil precisam se acercar dos seus objetivos para que os momentos na Escola bíblica sejam grandes momentos de pura e genuína conversão, sendo instrumentos para que verdadeiros atos do novo nascimento ocorram na sua singela Escola Bíblica.

Fonte da citação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário. Ele será publicado, após moderação. Lembre-se de que crianças acessam este espaço, então, comente com educação e respeito. Não deixe de nos visitar novamente. Divulgue os textos com os devidos créditos. Se houver alguma foto de sua autoria, nos informe pelo e-mail com link para averiguação. Muitas das fotos aqui expostas foram tiradas das imagens do Google. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge