Translate/Tradutor

24 de janeiro de 2012

0 A 3 ANOS - DESENVOLVIMENTO.

Adriel e mamãe! 
Crianças de 0 a 3 anos merecem receber cuidado e atenção dobrados em casa ou nas instituições de ensino. Afinal, em nenhuma outra fase elas se desenvolverão com tanta rapidez. Costumo dizer que as crianças nesta fase da vida são 'pré-adolescentes'... Se perdermos a direção... Ficará difícil orientá-las em outras oportunidades.

Quando trabalhei em berçário, eu tive a certeza de que as crianças que não realizam atividades programadas tendem a não ter rotina nas salas de maternal. Já, as crianças de turmas maternais se não tiverem atividades com objetivos... Terão apenas uma reprodução do que veem no dia a dia. Isto é, crianças do berçário de um ano a um ano e 11 meses podem ter atividades dirigidas sim. Isto não atrapalhará seu desenvolvimento. Ao contrário... Despertarão para novas atividades com mais naturalidade do que obrigação de horário pedagógico. Assim como as crianças de maternal despertarão para associar com mais rapidez as atividades propostas.

Nas creches, nossos bebês tem espaço para explorar, brincar e se conhecer com muito mais rapidez do que se estivesse em casa. São brinquedos, materiais pedagógicos, estimulação motora e cuidados específicos com as berçaristas (técnicas de enfermagem e educadoras). A estimulação iniciada pelas funcionárias é fundamental no processo de desenvolvimento motor dos pequeninos, que podem não saber falar ou se expressar adequadamente, porém... São capazes de manusear livros e cantar mesmo sem saberem ler nada.
Meu primeiro filho (Adriel) não frequentou creche nos primeiros meses iniciais de vida, porque eu mesma fiz de minha casa um lugar cheio de estimulação sensorial e motora. Queria tanto curtir cada etapa da vidinha inicial dele, que larguei emprego, parei de estudar e me dediquei a ele totalmente. Calma mamães de plantão. Isso foi minha experiência e escolha. Não é dica para ninguém fazer o mesmo. 

Enfim, a cada descoberta de Adriel, eu escrevia na minha agenda e preparava atividades com brinquedos sonoros, fazia teatrinho de dedoches, estimulava com exercícios motores o corpinho e iniciei a socialização com outros bebês, crianças e com os primos, que Adriel tem e são muitos, além de levá-lo ao parquinhos. Deu certo! O danadinho ficou esperto demais e essa fase dele foi uma das mais gostosas de apreciar. Uma fase de desenvolvimento que quando pensei estar no começo... Logo acabou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário. Ele será publicado, após moderação. Lembre-se de que crianças acessam este espaço, então, comente com educação e respeito. Não deixe de nos visitar novamente. Divulgue os textos com os devidos créditos. Se houver alguma foto de sua autoria, nos informe pelo e-mail com link para averiguação. Muitas das fotos aqui expostas foram tiradas das imagens do Google. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge