II Seminário Missões Com Crianças.

II Seminário Missões Com Crianças.
Participe e nos ajude a levar doações aos nordestinos em janeiro de 2018!

Translate/Tradutor

31 de janeiro de 2013

EQUÍVOCOS QUE PAIS COMETEM COM CRIANÇAS.


 
Estes dias, fiquei pensando em como erro com meu filho, pensando que estou certa. Parei para pensar em minhas atitudes e vi como tenho que relaxar mais com ele. Li alguns artigos de especialistas que listam e comentam os equívocos mais comuns dos pais no relacionamento com as crianças... E me encontrei. Quase surtei!
 
Primeiro: Elogiar muito uma criança pode estragá-la. Nossa! Faço isso direto, porque aprecio tudo que meu filho mais velho realiza. Acho o máximo participar de tudo. Estar sempre presente e dar aquela força... É! Tô estragando ele. Preciso mudar!


Pensando em ler mais sobre o assunto, descobri o livro Os 10 Erros Mais Comuns na Educação de Crianças (Editora Lua de Papel). É escrito pelos americanos Po Bronson e Ashley Merryman, as realidades são americanas, mas tem muita coisa que parece cultura brasileira.

No livro, os autores falam sobre a educação das crianças através do desenvolvimento infantil. Explora discursos, frases, comportamentos que nós, pais, costumamos expressar e que são equivocados do ponto de vista do Educador.

“Sempre elogio meu filho” é uma das frases que os autores abordam e que eu me identifiquei muito forte. Os autores afirmam que incentivar e apoiar as atitudes de uma criança parece um caminho 100% seguro para garantir autoestima em alta. O problema é que o exagero pode levar a um efeito exatamente contrário.

Autoestima... Taí o X da questão. Quando se começa a falar mais sobre isso, vem o exagero. Eu já tinha lido algo na PUC-Rio em meus primeiros semestres no Curso de Letras, nas aulas de Pedagogia da Educação. Procurei uma de minhas apostilas e encontrei uma frase marcada: "Os pais começaram a elogiar qualquer coisa, mesmo que banal”, afirma Tania Zagury, mestre em educação e autora do livro “Filhos: manual de instruções” (Editora Record)". Será que eu já imagina que precisaria ler este trecho novamente? Eu nem era mãe na época e nem sonhava em ser. Imagine!
 
A verdade é que encorajar e parabenizar um filho deve fazer parte da rotina da família, desde que os pais percebam que as crianças realmente se esforçaram para atingir o objetivo. Eu elogiava meu filho por tudo. Por coisas banais. Daí o elogio excessivo e desnecessário. Perigoso na verdade. Procurei o equilíbrio e acredito que encontrei, mas meu filho tem percebido a mudança e em situações que antes eu me expressava, hoje, ele espera um elogio e não tem. Dói no meu coração, mas tenho que me controlar. “Elogios excessivos e falta de encorajamento são dois extremos perigosos. O ideal é cada família encontrar o seu equilíbrio” - Estou em busca do meu.
 
“Deixo meu filho dormir um pouco mais tarde para ficar comigo” é outra frase analisada pelos autores Po Bronson e Ashley Merryman. De acordo com os autores do livro, pesquisas apontam que uma hora a menos de sono por dia pode significar problemas como comprometimento da capacidade intelectual, do bem-estar emocional, déficit de atenção e obesidade. Estamos no mês das férias e colocar Adriel para dormir antes das 22:00h tem sido um desafio quase impossível. "Ah mamãezinha, só mais um pouquinho... Não tô com sono".
 
“Meu filho é superinteligente” - Outra frase analisada pelos autores e que eu falo muito para meu filho. Não sei se ele será um grande nome do futuro, mas acredito muito que ele vencerá desafios inesperados e desafios em prol da Educação. Adora ler, ama escrever, desenhar é sua paixão... Eu sei que ele tem futuro, mas preciso por os pés no chão e não leva-lo ao extremo, mas deixar que ele encontre seu caminho.  “Não há como prever se uma criança vai ser bem sucedida, mas se ela tiver uma boa educação certamente terá mais chances”, diz Tania Zagury.

Leia a sinopse da Livraria Saraiva:

POR QUE TUDO O QUE PENSÁVAMOS SOBRE EDUCAÇÃO ESTÁ ERRADO? E se você ouvisse que mentir pode ser uma característica positiva para as crianças? E que discutir na frente dos seus filhos pode ser útil em sua formação e que elogiar uma criança pode levá-la ao fracasso? Esta é uma provocativa pesquisa que desafia o conhecimento convencional sobre criar filhos. Os autores exploram habilmente os tópicos de interesse e dúvidas dos pais… E o que encontram é surpreendente! Usando uma pioneira combinação de psicologia comportamental e neurociência, os premiados jornalistas Po Bronson e Ashley Merryman produziram uma inovadora leitura que irá mudar a maneira como interagimos com nossos filhos para sempre, demonstrando que, por anos, nossas melhores intenções estavam baseadas em grandes equívocos. Os autores usam estudos científicos inovadores para provar que nossos instintos e o conhecimento popular sobre muitas questões relacionadas à educação estão errados. Po Bronson e Ashley Merryman chamam atenção sobre dois erros básicos sobre educar crianças: o primeiro é o senso comum que diz que o que é bom para adultos serve para as crianças. O segundo, a crença de que as coisas se dividem exatamente entre boas ou más, quando, na verdade, podem ser ambas. São vários os casos apresentados e todos fazem parte do universo de preocupações de pais e mães. Os autores demonstram, por exemplo, como o uso de CDs e vídeos educativos não produzem grande desenvolvimento de linguagem e vocabulário; que crianças com pais liberais costumam ser tão agressivas na escola quanto as que possuem pais distantes. A obra trata também de temas como convívio social, como lidar com diferenças, brigas entre irmãos, desobediência, competição infantil, a influência do sono e muito mais.
 

Um comentário:

  1. Patricia em educação não existe receita de bolo. Temos como mães ter bom senso. Lindas suas postagens escolares. Se quiser visita o meu cantinho www.veronicaribeiropsicologa.blogspot.com.br e https://www.facebook.com/psicologaveronicaribeiro . Já estou te seguindo. Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário. Ele será publicado, após moderação. Lembre-se de que crianças acessam este espaço, então, comente com educação e respeito. Não deixe de nos visitar novamente. Divulgue os textos com os devidos créditos. Se houver alguma foto de sua autoria, nos informe pelo e-mail com link para averiguação. Muitas das fotos aqui expostas foram tiradas das imagens do Google. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge