Translate/Tradutor

19 de maio de 2014

Saia da minha casa Peppa Pig!


CANSADA DE VISUALIZAR MEU FILHO DE DOIS ANOS SE JOGANDO NO CHÃO, GRITANDO E CHORANDO SEM LÁGRIMAS... E SEM MOTIVO, APÓS RECEBER UM "NÃO"! COMECEI A PRESTAR ATENÇÃO NOS DESENHOS QUE ASSISTIA E ME DEPAREI COM ESTES PERSONAGENS IDIOTAS, ABSURDOS E INCONSEQUENTES.

UMA FAMÍLIA DE PORQUINHOS QUE EXALA UMA FELICIDADE QUE NÃO EXISTE. UMA MÃE OMISSA E BRINCALHONA DEMAIS E EM EXCESSO! UM PAI PERMISSIVO E BANANA, SEM AUTORIDADE ALGUMA SOBRE SEUS FILHOS; E DUAS CRIANÇAS MIMADAS E CHATAS.

16 comentários:

  1. Meu nome é Anna. Isso aconteceu com minha filha também. Só que ela levantava do chão e imitava a Peppa pedindo "Desculpa mamãe, desculpa papai". Já cortei esse desenho aqui de casa desde março.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! O desenho é bonitinho, tem situações do dia a dia, mas exagerou no relacionamento pais e filhos levando para o lado da omissão e falta de orientação quanto às situações que deveriam corrigir. Ainda não pude cortar de vez. Tiro e diminuo as vezes que Miguelzinho vê, aos poucos. Tá bem difícil!

      Excluir
  2. Quem educa os filhos são os pais e não o desenho, não ponham a culpa da falta de educação dos seus filhos em um desenho.
    É o mesmo que dizer que uma criança que joga um jogo violento sairá por ai matando por culpa do jogo.
    Deixem de por a culpa nos outros pela falta de você na vida dos seus filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não costumo publicar e nem responder anônimos que não se identificam, mas como já descobri quem você é... Vou lhe dar a resposta sobre seu comentário.

      Primeiro, saiba o contexto antes de falar algo.
      Segundo, estude psicologia infantil antes de falar tamanha besteira.
      Terceiro, os desenhos influenciam sim o comportamento das crianças, assim como o ambiente, o convívio ou qualquer outro acesso que se tenha a criança em questão.
      Quarto, jogos violentos causam mortes reais SIM! E que mundo você vive? Não lê? Não se atualiza? Acessou meu site como anônimo achando que iria me ofender em algum momento?

      http://www.superdownloads.com.br/materias/2299-adolescente-americano-mata-mae-causa-do-playstation.htm

      Leia a reportagem e depois faça comentários pobres como o seu.

      A culpa não é do desenho, mas o desenho influencia e muito. Meu filho tem dois anos, ainda não fala explicadinho... Leia sobre "Birras" em qualquer site de Educação saúde infantil e depois venha dar sua opinião de novo.

      Excluir
    2. Acredito que escolher o que a criança vai ou não assistir faz parte da educação, então, sim, a falta de educação é culpa dos pais por não observarem o que seus filhos assistem.

      Entretanto, qual pai/mãe não falha ? o importante é observarmos as falhas em tempo e corrigi-las.

      "É o mesmo que dizer que uma criança que joga um jogo violento sairá por ai matando por culpa do jogo."

      Criança mesmo não deveria jogar jogos de violência, existe a classificação que limita isso. Crianças devem estar sempre em observação e para serem instruídas e corrigidas.

      Excluir
  3. Também não concordo com as situações que acontecem no desenho e acho que a Peppa é mimada, mandona e faz qualquer coisa pra ter o que deseja, enquanto seu pai faz tudo que ela quer e a mãe é submissa. Estou procurando material sobre o assunto para trabalhar em meu TCC. Sou professora e estudante de Pedagogia e quero detalhar mais esse desenho que tem influenciado milhões de crianças pelo mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz muito bem. Que bom que alguém resolveu estudar este polêmico desenho. É bonitinho, encantador, mas corrompe até os bebês. Meu filho tem dois anos, não vê mais todo dia. Sempre converso com ele durante e depois do desenho. Acredito que sua tese será ótima e desejo sucesso.

      Excluir
  4. Já pensou em ver essa questão do desenho por esse ponto de vista?
    http://mentescristas.blogspot.com.br/2014/08/peppa-pig-e-anseios-por-familia.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo, obrigada por interagir. Li o texto e é muito bom o artigo do Blog Mentes Cristãs, mas não é a realidade de meu lar. Eu sou mãezona mesmo e interajo muito com meus dois filhos. Não sou super mãe e falho em algum ponto com certeza, mas não no fato de dispor "(...)menos tempo para lidar com os filhos e isso acarreta em uma grande carência da convivência familiar nos pequeninos." como afirma o texto do artigo Peppa Pig e os anseios por família.

      Me amarro no mundo ficcional e desenvolvo bem isso com os dois. Meu marido trabalha fora o dia todo, mas em casa é 100% atenção com os dois.

      Meu questionamento não é em relação ao desenho como uma forma de crianças quererem atenção por não terem dos pais, mas pelos inúmeros ensinamentos ruins e comportamentos que não são exemplo para criança alguma como birra, choro sem lágrima e o famoso "Eu quero!".

      Mas é um ponto de vista muito interessante e gostei muito do texto! Obrigada pela participação.

      Excluir
  5. Ola tenho meu segundo filho tem um temperamento MT forte e há una 15 dias comecei a deixa-lo a assistir a peppa pig e ele se acalmou bastante,isso pq fica bastante tempo assistindo aos vídeos,mas depois volta a ficar birrento,manhoso,e bravo.Então resolvi procurar artigos sobre esse desenho por achar q algi não está certo e concordo com o q foi postado.Mas conversações corrompem is bons costumes.Obgda pelas dicas.Abçs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seu comentário Francine. A porquinha é chata, mas as músicas e as cores envolvem nossos pequenos sim. Creio que o melhor é acompanhar a criança durante o desenho e explicar o que há de errado. São pequenos, mas entendem muito bem o que falamos.

      Excluir
  6. Oi , cheguei aqui devido vê meu filho acordando chamando a peppa e fazendo muitas manhas , agora vou tentar cortar já .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leva um tempo... Não corte de uma vez. Converse com ele, mostre as cenas erradas. Interaja. Meu filho tem quatro anos hoje. Tinha dois quando escrevi o post. Ele ainda curte a porquinha chata, mas não vê mais os desenhos aqui em casa.

      Excluir
  7. A geração criada pelo bonzinho do perna longa, pelo gentil picareta pau, do humanista papa léguas e sem falar do educado Jerry que tratava o tom tão bem, assustados com a tenebrosa peppa. Seis são muito doidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seu comentário Diogo. Pode até parecer loucura para quem lê o post, mas estou muito feliz em não ter mais a PEPPA na minha casa.

      Excluir

Agradecemos o seu comentário. Ele será publicado, após moderação. Lembre-se de que crianças acessam este espaço, então, comente com educação e respeito. Não deixe de nos visitar novamente. Divulgue os textos com os devidos créditos. Se houver alguma foto de sua autoria, nos informe pelo e-mail com link para averiguação. Muitas das fotos aqui expostas foram tiradas das imagens do Google. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge