Translate/Tradutor

10 de março de 2017

A Criança Sertaneja - Um desafio aos Missionários.


Nossa viagem à cidade de Jacobina do Piauí trouxe várias reflexões sobre os desafios missionários que temos para alcançar crianças sertanejas. Mexeu muito com meu interior, principalmente, com a questão ministerial. Fez com que eu refletisse melhor sobre meu posicionamento nas relações com pessoas que trabalham com Ministério Infantil. Foi um baque perceber que minha visão sobre evangelismo infantil estava saindo do foco por causa de eventos internos, capacitações e seminários, cursos sem prática e muito blá-blá-blá de púlpito sem ação.

Quando se está no campo, o missionário conhece bem a região, já está acostumado com a cultura local, já sabe meios de abordagens eficientes, conhece a maioria das pessoas que ali vivem, já tem uma convivência com as igrejas e sabe bem como é a posição do padre local, mas quando um vocacionado vai em uma Expedição Missionária, sabemos que serão apenas sete dias de evangelismo com um desafio muito maior: adaptação rápida, uso de palavras adequadas ao meio e, principalmente, observação para acolhimento das crianças que aparecerão na hora da visita.

Trabalhar com crianças que nunca vimos, que possuem os mais diversos comportamentos, que podem ou não estar sendo usada em prostituição infantil. Tudo isso merece atenção. 
























As fotos acima, já postamos no Blog Uma Visão Missionária explicando como foi a divisão dos produtos doados, mas resolvemos postar aqui para mostrar a dificuldade que foi chegar até estas crianças, principalmente, as que moram fora da cidade. Horas encima de um pau-de-arara, pegando BR, estrada de chão para alcançar famílias inteiras que precisam de sua oração.


A criança sertaneja é cheia de peculiaridades. As que moram na cidade tem um perfil totalmente diferente das que encontramos nos povoados. Foi difícil conhecer meninas e meninos que moram em casas distantes, sem vizinhos, sem lazer, sem outras crianças para brincar; muitas sem alimento adequado, sem água em suas cisternas, algumas nuas (sem cueca ou calcinha) passeando por nós enquanto pregávamos a palavra aos seus pais. Não foi fácil!

Oremos, oremos para que Deus possa mudar o quadro do sertão nordestino, para que a idolatria cesse e as pessoas deem mais valor ao ser humano, que as depressões cessem, que os suicídios de muitos pais não aconteçam... Deus salve o sertão!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário. Ele será publicado, após moderação. Lembre-se de que crianças acessam este espaço, então, comente com educação e respeito. Não deixe de nos visitar novamente. Divulgue os textos com os devidos créditos. Se houver alguma foto de sua autoria, nos informe pelo e-mail com link para averiguação. Muitas das fotos aqui expostas foram tiradas das imagens do Google. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Badge